quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Fechamento - novembro/2019


Olá!

Aparentemente vou conseguir terminar o ano com R$ 15.000,00 na reserva de emergência! Idealmente, tenho que ter R$ 27.000,00, que equivale a mais ou menos 1 ano de salário, mas eu já estou MUITO empolgada com a possibilidade de fechar o ano com 15k. Pra quem nunca conseguiu juntar mais que 1k, estou me sentindo vitoriosa demais!

- Transporte (uber/ônibus pra visitar a família no interior): R$ 101,64
- Alimentação: R$ 117,67
- Plano de saúde: R$ 394,00
- Terapia: R$ 300,00
- Plano celular: R$ 60,00
- Outros (cuidados pessoais, ajuda para a família): R$ 180,00

Total: R$ 1.153,31

Ótima notícia (pra mim e pro meu bolso): creio que ainda no início do próximo ano terei alta da terapia, o que será muito bom porque em janeiro começo a dividir as despesas de casa com o meu marido. Ainda não sei ao certo com quanto vou contribuir, mas quero que seja um valor justo de acordo com nossos salários.
Dezembro começando, época de confraternizações (não gosto kkk) e tenho que sair dando desculpas para não ir. Acho que agora já notaram que dificilmente vou querer sair com o pessoal do trabalho, então pararam mais de insistir. UFA!

Espero fazer a postagem de fechamento dez/2019 dia 31, então aproveito para desejar Feliz Natal (pra quem gosta). Eu passarei com minha pequena e amada família, e isso me faz feliz.

Abraços!















quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Dúvidas profissionais


Na postagem anterior, falei sobre como me sentia fracassada. Abaixo, segue um breve resumo:

Nunca fui a melhor aluna da escola, mas até antes de chegar no ensino médio nunca ia para recuperação, provas finais etc (sempre estudei em escola particular). Ao chegar no Ensino Médio, tive bastante dificuldade nas disciplinas de exatas - e aí realmente não sei se era uma dificuldade ou apenas preguiça.
Para fazer vestibular, coloquei um curso de humanas, já que tinha absorvido que "minha área" era essa (achei isso só porque achava as disciplinas fáceis).
Passei para a federal do meu estado, saí do interior (cidade de menos de 30 mil hab.) e fui pra capital.
Primeiros semestres, ok. Não gostei, mas diziam que era assim mesmo: depois "toma gosto".
Sei que no 3º período consegui um estágio na minha área, na empresa que estou até hoje (quase 8 anos). Nesse tempo, quase terminei a graduação, mas desisti.

Desisti porque não aguentava mais aquele curso, aqueles colegas, professores, aqueles livros. Alguns dias eu fui pra universidade e simplesmente não conseguia entrar na sala (eu sei, isso é bizarro) e já fiquei umas 2 horas só sentada, parada, pensando como eu era burra e preguiçosa.
Desisti e não contei pra ninguém, porque isso era um peso muito grande, então pra mim era melhor fingir que eu não tinha passado por isso.
Bom, mas enquanto tudo isso se passava na minha cabeça, eu continuava trabalhando. Saí de estagiária para efetiva e tive 2 promoções até então.

Ok, e onde está o problema, Começando do zero?

Justamente no fato de eu notar que não quero mais trabalhar nesta empresa e não ter terminado a graduação.
Como vou sair de uma empresa sem outro emprego à vista?
Como vou saber qual graduação/curso técnico quero fazer, se não sei o que quero da vida?
Como vou conseguir um emprego que me pague um salário O.K. sem ao menos uma graduação?

Aqui na empresa um chefe perguntou sobre minha graduação e eu tomei coragem para falar a verdade. Aparentemente ele ficou com pena de mim. Detestei isso.

Tem uma postagem do Frugal Simples que eu gostei demais, ele escreveu coisas que outras pessoas comentaram no post anterior: Você não é a sua profissão. Você TRABALHA na sua profissão.

Espero que esse desabafo sirva pelo menos pra "clarear" alguma coisa na minha cabeça.


:)

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Fechamento - outubro/2019

Olá, pessoas da finansfera

Estou tentando conseguir ter força de vontade para escrever. Confesso que estou fazendo esta postagem me forçando mesmo, porque se deixar de fazer um fechamento do mês, vou acabar deixando pra lá e abandonando o blog. Já deixei muita coisa que comecei nessa minha vida, não quero deixar este blog também.
Bom, outubro foi um mês muito longo, mas muito bom. Entrei de férias, viajei, voltei, curti minha cidade natal; acredito que aproveitei bem.

A cada dia estou mais desanimada com meu atual emprego. Estou preparando uma postagem falando sobre isso, porque envolve minha decepção comigo mesma por ser uma pessoa tão fracassada.

Gasto mensal do mês de outubro:

- Transporte (uber/ônibus pra visitar a família no interior): R$ 64,88

- Alimentação: R$ 242,50
- Plano de saúde: R$ 352,81
- Terapia (valor depende da quantidade de sessões no mês): R$ 300,00
- Plano celular: R$ 60,00
- Outros (cuidados pessoais, ajuda para a família): R$ 00,00

Total: R$ 1.060,00

É com muita honra que anuncio: este mês, consegui chegar aos R$ 10.000,00 na reserva de emergência!!!!!!! Esperei chegar nesse valor apenas em dezembro, e agora pretendo chegar no final de 2019 com R$ 13.000,00 (caso eu não precise ajudar minha mãe, ela está com alguns problemas financeiros no momento).

Fiquei muito feliz com essa conquista, porque ao mesmo tempo em que me acho um fracasso, me sinto muito forte por estar conseguindo poupar. 

Abraços!








quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Fechamento - setembro/2019

Olá, pessoal :)

Sei que estou atrasada, inclusive já passamos do meio de outubro, mas acabou que não deu para deixar postagem programada para o início do mês.
Como falei anteriormente, viajei no final de setembro/início de outubro para Europa, para visitar pessoas muito queridas (fui com meu namorado).
A viagem foi sensacional. Desconectamos do mundo virtual, aproveitamos a família, passeamos, comemos, nos divertimos demais.

Gastos na viagem: R$ 6.000,00 (nós 2)

O total gasto na viagem é sem passagem aérea, e lembrando que não paguei hospedagem; este gasto é referente a alimentação, passeios, diversão por lá mesmo. Nós passamos 10 dias, e tínhamos reservado R$ 8.000,00 mais ou menos para gastar lá. Compramos o euro já bem caro.
Não somos de ficar economizando em viagens, mas também não saímos gastando nosso suado dinheiro à toa, então creio que aproveitamos bem, com responsabilidade e sem privações.

Gasto mensal do mês de setembro:

- Transporte (uber/ônibus pra visitar a família no interior): R$ 62,76
- Alimentação: R$ 42,80
- Plano de saúde: R$ 369,31
- Terapia (valor depende da quantidade de sessões no mês): R$ 300,00
- Plano celular: R$ 60,00
- Outros (cuidados pessoais, ajuda para a família - este mês aumentou porque ajudei minha mãe a pagar algumas contas da casa dela): R$ 443,00


Total: R$ 1.578,40

Não vou colocar o valor que tenho atualmente na Reserva de Emergência, porque vou deixar para o fechamento de outubro. Em dezembro começarei a dividir as despesas de casa com o namorado, e aí terei que aportar menos a partir de então.

Abraços!





segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Fechamento - agosto/2019

Olá, pessoal!

Mês de agosto foi bem puxado no trabalho, mas só fiz hora-extra um dia (até as 21:30). Vocês fazem hora-extra sempre? É remunerada? Pergunto isso porque moro numa capital do Nordeste, mas sempre escuto falar que pelo Sudeste (São Paulo, principalmente) é normal o funcionário sair bem depois do expediente.
Esta semana que passou tive uns estresses grande com meu chefe. Ele é uma boa pessoa, mas bastante desorganizado, e aí sinto que preciso me dedicar muito mais para nada dar errado (mas normalmente, dá). Como consequência dos estresses, fiquei meio doente, mas nada sério. Preciso tentar abstrair estas questões do trabalho, porque sei que já faço o que está ao meu alcance.

Vamos lá aos gastos mensais:

- Transporte (uber/ônibus pra visitar a família no interior): R$ 129,75
- Alimentação: R$ 121,22
- Plano de saúde: R$ 358,01
- Terapia: R$ 400,00
- Plano celular: R$ 60,00
- Outros (cuidados pessoais, ajuda para a família): R$ 194,00

Total: R$ 1262,00

Viagem outubro/2019: R$ 4.698,00
Reserva de emergência: R$ 6.015,00


Uma pessoa que trabalha comigo estava me devendo R$ 400,00 (admito que eu já estava sem esperança de receber), mas aí me pagou. Ufa, nunca mais faço isso.
Mês de setembro também será puxado, mas aí pelo menos vou viajar de férias tranquila (assim espero).


:)

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Fechamento - julho/2019

Mês tranquilo, quase sem gastos. Na verdade este foi o mês que eu menos gastei em 2019.

Transporte (não tenho carro, este valor é referente a uber/ônibus intermunicipal) - R$ 123,00
Alimentação - R$ 106,00
Plano de saúde - R$ 420,00
Terapia - R$ 200,00
Plano celular - R$ 60,00
Outros (saídas, presentes) - R$ 140,00

Total: R$ 1.050,00

Como podem perceber, não tenho gastos (ainda) com moradia, mas começarei a ter no final do ano, que é quando pretendo começar a dividir as despesas de casa com meu namorado. Por enquanto é só ele que banca tudo, mas quero mudar isso antes do ano terminar.
O restante do salário, guardei para a viagem que farei de férias em outubro (Europa). Tenho parentes lá, então pelo menos o gasto com hospedagem eu não terei. Passagens já estão pagas.

Reserva de emergência: R$ 5.000,00
Viagem outubro/2019: R$ 4.024,00


FGTS (que falei na postagem anterior), foi uma piada, né? R$ 500,00 que só poderei tirar em fevereiro (de acordo com meu mês de aniversário). Bom, vida que segue.

Continuo com a meta de ter 10 k até o final do ano de reserva de emergência. Acho que o mês de agosto será tranquilo, e espero não ter imprevistos. Pretendo colocar na reserva R$ 1.000,00 - outubro; R$ 900,00 - novembro; R$ 2.500,00 - dezembro. Fica faltando R$ 800,00, mas tem uma pessoa me devendo R$ 1.000,00 e que vai me pagar até dezembro, então até agora meu "plano" dá certo (a pessoa é próxima e nunca me deu calote).


Abraços, bons aportes para todos nós.

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Possível liberação do FGTS para contas ativas

Eu tinha que vir falar sobre isso aqui.

No meu mundo ideal, FGTS não existiria e nada seria descontado do meu salário. Eu mesma pegaria a quantia que acho o.k. para guardar e formar minha reserva.... mas como o mundo não gira em torno do meu umbigo, já fiquei bem feliz com a notícia que vi hoje (e está nos trend topics do Twitter nesta manhã):

O governo estuda liberar FGTS de contas ativas

Obviamente corri pra abrir o aplicativo e ver quanto tenho (15k), o que equivale a R$ 5.250,00 que poderá ser sacado. Se realmente isso for aprovado, vou retirar e complementar minha reserva de emergência, já que nos meus planos quero chegar a 10k até dezembro (e aí minha meta vai aumentar, claro!).

A semana tá meio bosta, mas isso deu um "UP" hoje.

Abraços!